6 – O CHAKRA AJNA: 

 

Este chakra tem duas pétalas brancas de lótus e localiza-se entre as sobrancelhas. É às vezes, encarado como o terceiro olho místico – o olho interior ou mental. O chakra Ajna associa-se à mente e às faculdades mentais.

Frontal do sânscrito "Ajna" que significa "Centro de Comando". É o responsável pela energização dos olhos e do nariz. Quando não recebe, armazena e irradia energia suficiente, causa má distribuição de energia gerando constantes dores de cabeça, visão temporáriamente desfocada ou irritação nas mucosas do nariz. Quando recebe, armazena e irradia energia em excesso, causa dores de cabeça com latejamento, sinusite aguda e sangramento no nariz. Quando está energéticamente equilibrado, facilita a clarividência e intuição aguçada. Muitas vezes em que está em atividade gera um pulsamento na testa (assemelha-se ao pulsa do ciração) ou a sensação de calor entre os olhos. Se bem desenvolvido apresenta um clarão no centro da visão normal no momento em que está em atividade, porém, esse clarão não mostra imagens que os outros olhos contemplam, mas uma outrra imagem diferente que pode se relacionar ao passado, presente ou futuro.

Localização = Plexo pineal, região entre sobrancelhas.
Correlação física = Ligado à Glândula Hipófise (Glândula Pituitária).
Pétalas
= Duas, porém cada uma das pétalas grande,s contém 48 pétalas pequenas, no total de 96 pétalas.
Bija Mantra = Om.
Elemento = Anupapadaka tattva – Princípio Espiritual ou a força motriz.
Loka (Plano) = Tapa loka.
Nota musical = Re (Ré).
Cor = Índigo ou Azul brilhante.
Símbolo = Cìrculo.
Animal associado = Nenhum.
Cristal = Safira, Água-Marinha ou Sugilita.

Os olhos representam o tempo, o passado e presente e o terceiro olho, o futuro. Este chakra bem ativo proporciona consciência do tempo ou as barreiras do tempo são derrubadas e a continuidade fica clara. A pessoa ultrapassa todos os limites criados por elementos densos. A comunicação com o divino ou seu próprio ser fica fácil e o conhecimento se amplia sem limites. A consciência se torna soberana de tal forma que a pessoa até no estado de sono fica consciente. O sentimento da dualidade – Eu e Tu começa desaparecer.

fonte: http://www.verdor.org/projecao_astral/ajna.htm

 

voltar -